quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Pós-Eleição, Banco Central sobe juros a 11,25% ao ano

0 comentários


Pela primeira vez em seis meses, o Banco Central (BC) não alterou os juros básicos da economia. Por 5 votos a 3, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu elevar a taxa Selic para 11,25% ao ano. A taxa está no maior nível desde novembro de 2011, quando estava em 11,5% ao ano.

Desde dezembro de 2011, a taxa passou a ser reduzida sucessivamente pelo Copom até atingir 7,25% ao ano em outubro de 2012, o menor patamar da história. A Selic foi mantida nesse nível até abril do ano passado, quando o Copom iniciou um novo ciclo de alta nos juros básicos para conter a inflação. Desde abril de 2014, a taxa está em 11% ao ano.

A taxa Selic é o principal instrumento do BC para manter a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), dentro da meta estabelecida pela equipe econômica. De acordo com o Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação corresponde a 4,5% (centro da meta), com margem de tolerância de 2 pontos percentuais, podendo variar entre 2,5% (piso da meta) e 6,5% (teto da meta).

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumulado em 12 meses estava em 6,75% até setembro, acima do teto da meta. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, o IPCA deverá desacelerar nos próximos meses e encerrar 2014 em 6,45%.

Por outro lado, o aumento da taxa Selic prejudica o reaquecimento da economia, que cresceu 2,5% no ano passado e ainda está sob o efeito de estímulos do governo, como desonerações e crédito barato. De acordo com o Focus, os analistas econômicos projetam crescimento de apenas 0,27% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014. Oficialmente, o governo prevê expansão de 0,9%.

A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la, o Banco Central contém o excesso de demanda, que se reflete no aumento de preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao reduzir os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.
Continue lendo

Em Passira, liberado o pagamento dos Efetivos do mês de outubro

0 comentários

A Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Finanças da cidade de Passira, Agreste de Pernambuco, libera o pagamento de todos os funcionários ativos do Quadro Permanente e dos inativos da instituição.

Referente ao mês de outubro, os servidores da Secretaria de Educação já podiam sacar os vencimentos desde ontem, 29. Durante o dia de hoje, 30, já está disponível o pagamento dos funcionários lotados nas demais secretarias municipais.
Continue lendo

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

PSB vai continuar na oposição, garante Geraldo Julio

0 comentários


Secretário-geral nacional do PSB, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, deixou claro que o PSB fará oposição à presidente Dilma Rousseff (PT), em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta quarta-feira (29). “Vamos continuar fora. A gente vai continuar fora do governo”, garantiu. O partido rompeu com o PT em setembro de 2013 para lançar a candidatura do governador de Pernambuco Eduardo Campos, que faleceu em agosto, em plena campanha presidencial.

O prefeito recifense disse, porém, que o PSB fará uma “oposição responsável” ao governo federal. Ele também lembrou que quando o partido deixou a base aliada petista, no ano passado, saiu porque discordava de algumas das coisas que estavam sendo feitas no governo.

Apesar de ter apoiado o senador Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da corrida presidencial, Geraldo reforçou a tese de que o PSB atuará de forma independente no Congresso Nacional. “A gente está mais perto da nossa história”, respondeu, ao ser questionado sobre a proximidade com petistas ou tucanos. “Nossos compromissos fundamentais são com o povo”, cravou.

A declaração de Geraldo Julio ocorre um dia depois de o vice-presidente do PSB pernambucano, Tadeu Alencar, deixar em aberta a possibilidade de o partido marchar com o PT no plano federal. “Essa foi uma aliança que ela é circunstancial. O que vai definir ao lado de quem estaremos juntos no Congresso Nacional é precisamente a posição com relação a agenda de reformas”, disse Tadeu, ao ser questionado sobre o apoio aos tucanos.

COBRANÇAS – Geraldo Julio voltou a se queixar da concentração de recursos na União e cobrou a liberação de um empréstimo de R$ 500 milhões com o Banco Mundial que depende de aprovação federal. O prefeito também disse que está esperando a reorganização interna do Planalto após a reeleição; mas que nos próximos 15 dias vai solicitar uma reunião com a ministra do Planejamento Miriam Belchior para tratar da liberação de recursos federais para o Recife.

Durante a campanha, lideranças do PSB e aliados de Aécio Neves em Pernambuco passaram a acusar a gestão do PT de retaliar o Estado pelo posicionamento político nacional do PSB. Segundo a vereadora Priscila Krause (DEM), dos R$ 68 milhões de convênios federais destinados ao Hospital da Mulher do Recife e à reforma do Geraldão, apenas R$ 1 milhão teria sido liberado pelo Planalto.
Continue lendo

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Seca deixa 54 cidades em estado de Emergência em PE

0 comentários


Portarias publicadas no Diário Oficial da União de hoje (27). pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, reconhece a situação de emergência em 225 cidades de Pernambuco, Paraíba e Paraná e autoriza a transferência de recursos para dois municípios de Santa Catarina investirem na recuperação de danos causados pelo clima ou atendimentos emergenciais.

São 170 cidades paraibanas e 54 pernambucanas cujos decretos municipais de situação de emergência, por causa da estiagem dos últimos meses, foram reconhecidos em âmbito federal. Já em Campo Largo, no Paraná, o motivo foi a chuva de granizo que causou estragos em residências, prédios públicos e infraestrutura. Assim que o decreto municipal é reconhecido em âmbito federal, a prefeitura está apta a pedir e receber recursos da União para a recuperação dos danos ou atendimentos emergenciais. O decreto vale por 180 dias e pode ser renovado, caso necessário.

As portarias da secretaria autorizam a transferência de R$ 120,6 mil para Xanxerê e R$ 45 mil para Jaborá, ambos em Santa Catarina. Os valores deverão ser gastos em ações de restabelecimento conforme projetos aprovados. O prazo de execução das obras e serviços é de 180 dias e as prefeituras deverão prestar contas dos gastos em até 30 dias após o fim da vigência do convênio.
Continue lendo

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Conta de luz terá reajuste médio de mais de 17% na tarifa em todo país.

0 comentários


A nova rodada de reajustes obrigatórios da conta de luz, autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), elevou a 17,63% o aumento médio da tarifa de energia de 68,7 milhões de unidades consumidoras em todo o País neste ano. Os chamados grandes consumidores, como indústrias, tiveram suas tarifas reajustadas em 18,20% na média. Nas residências, a conta de luz subiu 17,41% na média deste ano.

A alta média ordinária aprovada pela Aneel superou a projeção do Banco Central, que estima aumento de 16,8% nas tarifas de energia neste ano. O resultado final pode ser ainda maior, já que o cálculo considera os reajustes autorizados pela Aneel para 56 distribuidoras de energia elétrica em todo o País, desde o início do ano.

Até dezembro, outras oito distribuidoras ainda terão analisado o processo de reajuste tarifário pela Aneel. A principal delas é a Light, que atende cerca de 4 milhões de unidades consumidoras no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.

Também terão suas tarifas reajustadas as distribuidoras Boa Vista Energia, Amazonas Energia, Companhia Energética de Roraima (CERR), Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron), Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre) e Companhia Sul Sergipana de Eletricidade (Sulgipe).

A Aneel aprovou reajustes para três distribuidoras. As tarifas da CPFL Piratininga terão aumento médio de 22,43%. Para grandes consumidores, o reajuste será de 24,35%. Nas residências, serão 20,98%. A companhia atende 1,6 milhão de unidades consumidoras em Santos, Sorocaba, Jundiaí e outros 24 municípios do litoral e do interior de São Paulo.

Com 1,7 milhão de unidades consumidoras, a Bandeirante Energia terá suas tarifas elevadas em 21,93%, em média. Para grandes consumidores, o reajuste será de 23,78% e para residenciais, 20,6%. A empresa atende 28 municípios de São Paulo nas regiões do Alto do Tietê e Vale do Paraíba.

Para os 70 mil clientes da DME Distribuição, de Poços de Caldas (MG), o aumento médio de 13,69%. Grandes consumidores terão alta de 15,44%, e residenciais, de 12,28%.


Banco Central. No último Relatório Trimestral de Inflação, divulgado em setembro, o BC projetava elevação de 16,8% nas tarifas de energia elétrica neste ano. Foi a quarta revisão do BC. No fim do ano passado, a autoridade monetária projetava alta de 7,5%. Em abril, a previsão passou a 9,5%. Em seguida, subiu a 11,5% em maio e a 14% em julho.

Questionado sobre a projeção, o BC informou que suas previsões estão ancoradas não apenas nos reajustes tarifários, mas também em fatores sazonais, como o clima. Além disso, a autoridade monetária considera a inflação de preços livres e a alta de preços medida pelo Índice Geral de Preços (IGP). Pelo IPCA, índice oficial, a inflação da energia residencial acumula 13,19% até setembro.

A equipe econômica tem usado os reajustes concedidos pela Aneel para combater o discurso de que o governo controla a inflação segurando os chamados preços administrados, como gasolina e energia elétrica.

O aumento do custo da energia foi a principal causa dos elevados reajustes concedidos para as distribuidoras neste ano. Com a seca, o governo decidiu poupar água dos reservatórios das usinas hidrelétricas e acionar as térmicas, que geram energia mais cara. Praticamente, todo o parque de termelétricas está em funcionamento desde outubro de 2012.

Até agora, o maior reajuste autorizado pela Aneel foi o da Elektro. O aumento médio foi de 37,78%. As tarifas dos grandes consumidores subiram 40,79%, e a dos residenciais foram elevadas em 35,97%. A companhia atende 2,4 milhões de unidades consumidoras em 223 cidades de São Paulo e cinco de Mato Grosso do Sul.
Continue lendo

Vem aí a 28ª Feira do Bordado Manual. Confira as datas

0 comentários


Um dos mais antigos eventos da cidade de Passira, Agreste de Pernambuco, é a Feira do Bordado Manual. Em 2014 o evento de negócios segue para a 28ª edição e acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro. Nos últimos anos a feira ganhou uma nova roupagem e deixou de ser humilde para ser um verdadeiro Shopping ao Ar Livre.

Segundo informações, as inscrições para stands estão abertas e interessados deverão entrar em contato com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.
Continue lendo

Carro capota e três ficam feridos após acidente na BR-101

0 comentários


Um acidente entre dois carros deixou três pessoas feridas nesta segunda-feira (27), na BR-101 Norte, no sentido Paulista, na altura do bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife, próximo ao Terminal Integrado da Macaxeira. No choque, um dos veículos capotou, mas ambos os veículos já foram retirados da pista.

O motorista de um dos carros ficou ferido, assim como duas mulheres. Uma delas, de 61 anos, foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta e posteriormente encaminhada para o Hospital Agamenon Magalhães. De acordo com a Upa, ela fraturou um dos braços e, até o momento da transferência, o quadro de saúde era estável.

Não há informações sobre o estado de saúde dos outros feridos.
Continue lendo

Dilma vence em 15 estados; Aécio Neves, em 11 e no DF

0 comentários


Com quase 100% das urnas apuradas, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) venceu as eleições de 2014 em 15 estados, e Aécio Neves (PSDB), em 11 e no Distrito Federal. As informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

No primeiro turno, Dilma venceu em 15 estados, Aécio em nove e no Distrito Federal, e Marina Silva (PSB), em dois. Aécio reverteu seu resultado anterior vencendo no Rio Grande do Sul. Nos estados em que a maioria havia votado em Marina, Dilma venceu em Pernambuco, e Aécio no Acre.
Continue lendo

Com reeleição da Presidente Dilma, Petrobras despenca 12% e dólar dispara

0 comentários

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 2,77% nesta segunda-feira (27), após ter recuado mais de 6%, em reação à reeleição da presidente Dilma Rousseff, na véspera, por uma margem apertada.

O principal indicador da bolsa paulista encerrou o dia a 50.503 pontos, menor patamar desde o dia 15 de abril.

As ações da Petrobras despencaram mais de 12%, a principal pressão negativa no índice. A estatal encerrou o dia com a maior queda diária desde novembro de 2008.

Os papeis da Eletrobras tiveram a segunda maior desvalorização do dia, de 11,51%. As ações do Banco do Brasil, por sua vez, caíam 5,51%.

Uma das principais insatisfações de operadores e analistas vinha do que consideram como intervenção excessiva nas estatais que, na visão dos agentes, deve persistir com a continuidade de Dilma no Palácio do Planalto.

No caso de Petrobras, o UBS colocou a recomendação de "compra" e o preço-alvo de R$ 20 em revisão, citando incertezas relacionadas aos preços do petróleo e à taxa de câmbio, bem como ao cenário político.

"Se Dilma optar por um caminho diferente, pode conseguir acalmar o mercado. Caso insista em nomes que não são bem aceitos pelo mercado, teremos mais quatro anos extremamente ruins na economia. No primeiro momento, o mercado não irá dar o benefício da dúvida a ela", disse à Reuters o gestor de um fundo no Rio de Janeiro, pedindo para não ser identificado.

"Houve um ajuste na semana passada, mas a correção ainda deve continuar. A economia está muito mal, o quadro fiscal é péssimo e o mercado externo tem um risco crescendo, fora o risco de racionamento (de energia) no ano que vem", disse à Reuters o gestor Eduardo Roche, da Canepa Asset Management.

O analista Marco Aurélio Barbosa, da CM Capital Markets, disse em nota que há vários pontos na agenda econômica (política fiscal e monetária) e política (reforma política e combate à corrupção) que devem nortear as ações do governo nessa virada de mandato, e podem ser decisivos para o mercado financeiro.

"Se o governo agir rápido, pode retomar um certo nível de confiança reduzindo a volatilidade e abrido espaço para a retomada dos investimentos", escreveu a clientes.

O dólar também reagiu ao desfecho do segundo turno, fechando esta segunda-feira com alta de 2,68%, a R$ 2,5229.
Continue lendo

Dilma conclama País ao diálogo em sua primeira fala

0 comentários


Reeleita presidente da República com 51,64% dos votos válidos, a presidente Dilma Rousseff defendeu neste domingo (26) diálogo com a sociedade, mudanças e reformas no discurso que fez para a Nação, logo depois de ser anunciada vencedora pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dilma insistiu em anunciar que vai lutar para fazer uma reforma política a partir de um plebiscito e afirmou que criará mecanismos para combater a corrupção.

“Sem exceção, chamo todos os brasileiros para nos unirmos em favor de nossa Pátria, nosso País, nosso povo. Não entendo que essas eleições tenham divivido o País ao meio. Em lugar de ampliar divergências, criarmos fosso, tenho forte esperança de que a energia mobilizadora tenha preparado um bom terreno para a construção de pontes”, afirmou a presidente reeleita.

Para ela, as divergências devem ser usadas para melhorar o diálogo. “O calor liberado no fragor da disputa pode e deve agora ser transformado em energia construtiva de um novo momento no Brasil. Com a força desse sentimento mobilizador é possível encontrar pontos em comum e construir com eles uma primeira base de entendimento para fazer nosso País avançar”, disse ela.

Dilma afirmou que a História mostra que resultados apertados produzem mudanças mais rápidas do que vitórias muito amplas. “Essa é a minha certeza do que vai ocorrer a partir de agora no Brasil. O debate, as ideias, o choque de posições pode produzir espaços em processos que podem mover a sociedade naquilo que almejamos.”

“Nas democracias maduras, união não significa necessariamente unidade de ideias. Nem ação monolítica conjunta. Em primeiro lugar, abertura e disposição para o diálogo. Esta presidenta aqui está disposta ao diálogo e é este o meu primeiro compromisso para o segundo mandato, o diálogo.”

A presidente reeleição disse que o caminho apontado pelos eleitores, ao decidirem por dar-lhe mais um mandato, é muito claro. “Algumas palavras e temas dominaram essa campanha. A palavra mais repetida, mais dita, mais falada, mais dominante foi mudança. O tema mais amplamente invocado foi reforma. Sei que estou sendo reconduzida à Presidência para fazer as grandes mudanças na sociedade brasileira. Naquilo que meu esforço e meu poder alcança, podem ter certeza de que estou pronta a responder a essa convocação”, prometeu ela.

“Entre as reformas, a primeira e mais importante, deve ser a reforma política. Meu compromisso, como ficou claro durante toda a campanha, é deflagrar essa reforma, que é responsabilidade constitucional do Congresso e que deve mobilizar a sociedade num plebiscito, por meio de uma consulta popular”, afirmou ela. Dilma anunciou ainda que terá um compromisso rigoroso também com o combate à corrupção, criando instituições de controle. “Proponho mudanças na legislação atual, para acabar com a impunidade, que é protetora da corrupção.”

Ela afirmo ainda que vai procurar o diálogo com todos os setores da economia, em especial o industrial. “Quero a parceria de todos os setores produtivos e financeiros nessa tarefa que é responsabilidade de cada um de nós. Seguirei combatendo com rigor a inflação e avançando no terreno da responsabilidade fiscal e fazendo o diálogo e parceria com todas as forças produtivas do País.” Colaboraram Nivaldo Souza, Rafael Moraes Moura, Ricardo Della Coletta,Tania Monteiro e Vera Rosa.

(Fonte: Estadão Conteúdo)
Continue lendo

Aécio Neves cumprimenta Dilma e faz discurso de reconciliação

0 comentários


Depois de confirmada a vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno da eleição presidencial, o candidato do PSDB, Aécio Neves, deixou o apartamento de sua irmã, Andrea Neves, em Belo Horizonte, e foi até um hotel no centro da cidade acompanhado de uma comitiva de tucanos, aliados e celebridades de vários Estados. Em um breve pronunciamento, que durou pouco mais de dois minutos, o tucano fez um discurso de conciliação.

“Cumprimentei agora há pouco a presidente reeleita e desejei a ela sucesso na condução do seu próximo governo. Ressaltei que considero que a maior de todas as prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado, que dignifique a todos os brasileiros”.

O senador, que terá mais quatro anos de mandato pela frente no Congresso, não respondeu perguntas. Em sua fala, Aécio lembrou o apóstolo Paulo. “Mais uma vez São Paulo é que trata de forma mais clara o sentimento que tenho hoje na minha alma e no meu coração: combati o bom combate, cumpri minha missão e guardei a fé”, afirmou.

Aécio passou o dia em seu apartamento e no final da tarde foi para o da irmã, onde recebeu dirigentes tucanos e aliados. Havia a expectativa da chegada do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do governador Geraldo Alckmin, o que não se confirmou. De São Paulo vieram o senador eleito José Serra e o senador Aloysio Nunes Ferreira, candidato a vice na chapa tucana.

Em coletiva realizada pela manhã, o presidenciável, que falou ao lado da esposa, já havia feito um discurso pedindo a união a nacional, mas disse ter “muito melhores condições” para promover um entendimento nacional do que sua rival, Dilma Rousseff (PT). Mas acusou o PT de promover “a mais sórdida campanha jamais feita no País, com ofensas, calúnias e mentiras” para se manter no poder e disse que sua candidatura deixará como lembrança no Brasil a mobilização nas ruas.

(Fonte: Estadão Conteúdo)
Continue lendo

domingo, 26 de outubro de 2014

Eleitor de Aécio diz que votaram em seu lugar em São Bernardo do Campo

0 comentários

O representante comercial Jose Roberto dos Santos teve uma surpresa ao chegar para votar na Escola Estadual José Firmino Correia de Araújo, em São Bernardo do Campo, no ABC, região metropolitana de São Paulo. Ao apresentar o seu título de eleitor e um documento com foto, ele foi informado de que já haviam votado em seu lugar. "Eu vi a assinatura embaixo da minha do primeiro turno e era completamente diferente", disse.

A escola é a mesma em que votou neste domingo (26) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Após o incidente, Santos deixou o local dizendo que ainda não sabia o que faria. "Vou ligar no cartório eleitoral e ver o que é possível fazer", disse, ressaltando que pretendia votar no candidato tucano Aécio Neves. "Para não compactuar com essa roubalheira que está acontecendo no País, ia votar no Aécio", disse.

O auxiliar de logística da escola que trabalha na votação, Anderson Charles da Silva, disse que "erros acontecem" e que os procedimentos - como invalidação do voto errado ou até anulação da urna na sessão de Santos - só podem ser esclarecidos pelo juiz eleitoral.

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou que o erro pode ter sido do mesário, por conta de homônimos, mas disse que não é possível confirmar neste momento se esse foi o caso. O TRE esclareceu ainda que o mesário da sessão terá que relatar o caso em ata e que o cartório eleitoral vai regularizar a situação do eleitor. Porém, não há como ele ter o seu voto computado.

CONFUSÃO - Além do caso de Santos, outro acontecimento marcou a votação de Lula em São Bernardo do Campo. Mais cedo, um advogado eleitor de Aécio, com adesivos do candidato na camiseta, provocou militantes petistas e foi retirado do local. Marcos Neves, de 31 anos, queixou-se de falta de democracia. "Vim votar, vi a movimentação e só quis exercer o direito de me expressar. O fato de eles estarem com bandeiras do PT, para mim, também pode parecer provocação. É um absurdo que aconteça isso em país democrático", afirmou.

Com Informações do Estadão
Continue lendo

Na China, Aécio Neves vence Dilma com ampla vantagem

0 comentários


Se a eleição presidencial do Brasil fosse depender apenas e exclusivamente do resultado dos votos dos brasileiros na China, o tucano Aécio Neves seria o vencedor do segundo turno com ampla vantagem. O candidato do PSBD somou 218 votos, enquanto que a petista Dilma Rouseff teve 63.

Ao todo, 604 brasileiros - a maioria é de chineses com cidadania brasileira e filhos de chineses nascidos no País - estavam inscritos para votar na China. 

Devido a diferença de fuso horário, a votação na China começou horas antes da abertura das Eleições no Brasil e foi encerrada às 7h (horário de Brasília) deste domingo (26). O país oriental mais populoso do mundo é governado pelo Partido Comunista.

EXTERIOR - Em 12 países, a votação para presidente da República já foi encerrada. No exterior, a votação começou às 17h (horário de Brasília) desse sábado (25/10) com os eleitores brasileiros que moram em Wellington, na Nova Zelândia. Em seguida, votaram os eleitores que vivem na Austrália, no Japão, Timor Leste, em Cingapura, nas Filipinas, em Hong Kong, na Indonésia, Malásia, China e em Taiwan.

Com informações de agências
Continue lendo

Jovem de 20 anos é morto a tiros dentro de escola durante votação

0 comentários

Eleitor foi assassinado a tiros dentro da Escola Municipal Professora Celine Guimarães, no bairro Barrocas, em Mossoró

Um eleitor foi assassinado a tiros dentro da Escola Municipal Professora Celina Guimarães, no bairro Barrocas, em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. A vítima é um jovem de 20 anos identificado como Robson Diego de Moura Soares. Segundo o sargento Alfredo Carneiro, do 2º Batalhão da PM, a votação está suspensa até a retirada do corpo. O suspeito conseguiu fugir do local.

O local é um dos que receberam reforço do Exército para a segurança nas eleições no município. O policial militar explicou que o jovem estava na fila de votação quando um homem se aproximou e começou a atirar. "O que sabemos é que membros de um grupo de gangues se encontrou aqui dentro da escola e se estranharam. Na troca de tiros, o rapaz foi baleado", explicou.

A polícia não confirmou se Robson fazia parte de um dos grupos rivais. A votação foi suspensa até a retirada do corpo. A PM isolou o local e aguarda a chegada da equipe do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep-RN) de Mossoró.

Com Informações do G1
Continue lendo

Renata Campos, governador e prefeito votam neste domingo pela manhã

0 comentários


Influentes neste processo eleitoral após a comoção gerada com a morte de Eduardo Campos (PSB), as lideranças políticas do partido em Pernambuco escolheram a manhã para votar neste segundo turno.

O governador eleito, Paulo Câmara, votará no Cecosne, no bairro da Madalena, na Zona Oeste, às 11h. Em seguida, acompanhará o voto do prefeito Geraldo Julio, no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, no mesmo bairro.

Os dois acompanharão o voto da viúva do ex-governador, Renata Campos, e dos filhos, na Faculdade Marista, na Zona Norte do Recife, previsto para as 12h. Às 13h, participarão de um almoço na casa da família.

O atual governador, João Lyra, votará no Colégio Municipal Álvaro Lins, em Caruaru, no Agreste pernambucano, às 10h30.

O Partido Socialista Brasileiro em Pernambuco declarou apoio a Aécio Neves (PSDB) nessa etapa. Porém, foi no Estado que o tucano teve a menor votação em todo o País, de 5,92%.

PT - Coordenador da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) em Pernambuco, o senador Humberto Costa realizará um café da manhã com lideranças que apoiam a candidatura da petista no Estado. O encontro acontecerá a partir das 7h. Às 10h, o senador votará na Escola Brigadeiro Eduardo Gomes, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

Com Informações do NE10
Continue lendo

Após derrota estadual: "PT-PE tem que se repensar", diz Humberto Costa

0 comentários

Independente do resultado da eleição do segundo turno, o coordenador da campanha da presidente Dilma em Pernambuco, senador Humberto Costa (PT), propõe que o partido "se repense"."É preciso desenvolver um processo interno de reforma, de mudança em procedimentos e atitudes", defendeu o senador em entrevista nesta manhã, em café que ofereceu a partidos aliados e militantes no salão de festas do prédio onde mora, no bairro de Boa Viagem, no Recife.


O PT pernambucano foi derrotado no primeiro turno da eleição pelo PSB do ex-presidenciável Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo em agosto. O partido não elegeu o candidato ao governo estadual, ao apoiar o senador Armando Monteiro Neto (PTB), não fez o senador - o candidato foi o ex-prefeito do Recife e deputado federal petista João Paulo - nem conseguiu eleger nenhum deputado federal.

"Esta seria uma eleição tranquila, se não tivéssemos cometido erros na parte da comunicação e do diálogo com a sociedade", admitiu Costa. O posicionamento do PT em relação ao novo governo estadual - Paulo Câmara, do PSB, foi eleito com 68% dos votos no primeiro turno - e à Prefeitura do Recife, também nas mãos dos socialistas, deve ser fruto, na opinião do senador, "de uma discussão interna profunda" e diálogo com partidos aliados.

A presidente estadual do PT, deputada estadual Teresa Leitão, o candidato derrotado petebista Armando Monteiro Neto e a vereadora Marília Arraes (PSB) participam do encontro e posaram para fotos com cartazes de apoio à presidente Dilma Rousseff. Prima de Eduardo Campos, Marília é dissidente do partido e está na oposição ao PSB estadual.
Continue lendo

Presidenciável Aécio Neves vota há pouco em Belo Horizonte

0 comentários

Foto: Reprodução/Facebook do candidato

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, votou na manhã deste domingo (26) em uma escola estadual da capital de Minas Gerais, Belo Horizonte. Aécio estava acompanhado da esposa e posou para fotos.

O tucano votou na escola Estadual Milton Campos e demorou cerca de 8 segundos para concluir sua votação. Em seguida, Aécio parou para cumprimentar pessoas e posar para fotos da imprensa.

Antes de votar, Aécio ainda parou para tirar uma foto com uma das mesárias que lhe atendeu.
Continue lendo

Votação no 2º turno começa tranquila em Pernambuco

0 comentários


A votação no 2º turno das eleições começou tranquila em Pernambuco, segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), desembargador Fausto Campos. Em Fernando de Noronha, onde as urnas foram abertas uma hora antes em relação ao horário do estado, o fluxo maior é de eleitores justificando votos. Para cada voto local, há duas justificativas nesse começo de manhã, conforme o órgão.

O desembargador acredita que a votação será mais tranquila do que no primeiro turno, principalmente porque mesários e eleitores já estiveram experiência anterior com o equipamento biométrico, utilizado em 47 cidades do estado. "Está tudo 100%, um céu de brigadeiro. Os problemas que tivemos foram acertados. Além disso, é um voto único agora, o que é mais rápido", apontou Campos.

O TRE-PE fez ainda uma recomendação à Secretaria de Defesa Social (SDS) para que não seja permitida a permanência de ambulantes na entrada dos locais de votação, devendo ficar a 100 metros de distância dos colégios eleitorais. O desembargador Fausto Campos ainda afirmou que não há uma punição específica para o ambulante que descumprir a orientação.

"Isso foi uma recomendação que fizemos à Secretaria de Defesa Social. O que é proibido é aglomeração na frente das seções. Como não tem Lei Seca, estavam sendo vendidas bebidas e o povo ficava bebendo na frente dos locais, tumultuando a entrada e até propiciando boca de urna. Se tiver alguém a menos de 100 metros, cabe a Polícia Militar afastar. A PM vai fiscalizar", explicou o desembargador.

Pernambuco tem 6,3 milhões de eleitores, distribuídos em 18.792 seções com urnas receptoras de votos, seis urnas de voto em trânsito e 30 urnas de mesas receptoras de justificativa.
Continue lendo

Aécio reage e acirra ainda mais a disputa presidencial

0 comentários

As últimas pesquisas do Ibope e Datafolha divulgadas na noite de ontem mostram que o candidato do PSDB, Aécio Neves, oscilou positivamente enquanto a candidata do PT, Dilma Rousseff, oscilou negativamente em relação aos levantamentos anteriores. Nos dias 22 e 23, Dilma tinha 53% e Aécio, 47% no Datafolha. Agora, o instituto voltou a mostrar empate técnico entre os dois, com Dilma registrando 52% e Aécio 48% dos votos válidos. No Ibope, a petista aparecia com 54% e o tucano com 46% dos votos válidos. Desta vez, ela tem 53% e ele, 47%.
Continue lendo

Eleições pela primeira vez sem um claro favorito. Confira:

0 comentários


Pela sexta vez consecutiva, PT e PSDB disputarão o cargo executivo mais importante do país. Pela primeira vez, no entanto, esse embate chega ao dia da eleição sem um claro favorito. Nos cinco pleitos anteriores, a menor margem entre o candidato eleito e o derrotado foi de aproximadamente 12 milhões de votos, justamente a última quando a petista Dilma Rousseff venceu o tucano José Serra. No primeiro turno da eleição deste ano, a presidente e candidata à reeleição bateu o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) por uma margem de 8,3 milhões de votos (41,59% a 33,55%). Pesquisas de intenção de voto divulgadas pelos principais institutos desde o início do segundo turno indicam, contudo, que a batalha pela Presidência da República deverá ser ainda mais apertada.

Quatro dias após o resultado, tanto o Ibope quanto o Datafolha apontavam um empate técnico entre Dilma e Aécio dentro da margem de erro, com o postulante tucano dois pontos à frente (51% a 49%). Apenas no terceiro levantamento Dilma voltou a tomar a dianteira, mas sempre com uma margem muito apertada em relação ao adversário. Na última quinta-feira, a petista apareceu com uma folga maior de oito e seis pontos percentuais, respectivamente.

Para o cientista político e professor da Universidade Católica de Pernambuco, Thales Castro, o acirramento da disputa se explica pela forma como ainda é estruturada a política brasileira. “Existe ainda essa bipolaridade entre centro-direita e centro-esquerda. Outra explicação para essa disputa tão próxima é que essa é verdadeiramente a primeira ‘eleição’ de Dilma. Em 2010, Lula foi ‘reconduzido’ ao poder. Agora ela está realmente sendo avaliada”, explicou.

Para o docente, a forma como os partidos se colocaram durante a campanha também contribuiu para o embate apertado. “O PSDB tenta mostrar as rachaduras do PT, os desmandos, os casos de corrupção. Tenta emplacar uma face de oxigenação. Já o PT traz o discurso da continuidade e da melhoria dos programas sociais”, ponderou.

Thales acredita que a eleição pode ser ainda mais acirrada que a de 1989, quando a menor diferença desde o fim do regime militar foi registrada. Para ele, dois detalhes deverão definir a eleição. “No pleito daquele ano não havia internet, mídias sociais. Hoje, o debate transcende a TV. Vai ser uma disputa voto a voto. O que deve realmente decidir a eleição é a avaliação do eleitor sobre o efeito Veja (matéria que envolve o nome de Dilma e Lula no caso Petrobras) e o debate da Rede Globo”, salientou.

Nas eleições de 1989, citadas pelo docente, Fernando Collor de Melo (PRN) tornou-se o presidente mais jovem da história do Brasil (aos 40 anos) ao bater o ex-sindicalista Luís Inácio Lula da Silva (PT) por pouco mais de 4 milhões de votos, o equivalente a 6% dos votos válidos à época. A maior vitória percentual desse novo período democrático foi conquistada por Lula em 2002, quando venceu José Serra por uma margem de 22,55 pontos percentuais. A maior diferença em números absolutos aconteceu em 2006, quando o mesmo Lula bateu Geraldo Alckmin (PSDB) por 20,7 milhões de votos.
Continue lendo

Casos de dengue aumentam 33% no estado de Pernambuco

0 comentários


O número de casos de dengue confirmados até outubro aumentou 33% em Pernambuco na comparação com o mesmo período do ano passado. Já o total de notificações diminuiu 4%. Conforme balanço da Secretaria Estadual de Saúde, neste ano 15.502 casos de dengue foram notificados, com 5.621 confirmações. Nos dez primeiros meses de 2013 foram 16.052 casos e 4.226 confirmações.

"Como não estamos em ano epidêmico, pode ter alguns profissionais que não identificaram que aquilo é uma dengue clássica. No início, é parecida com qualquer outra virose, que dá dor de cabeça e dor no corpo e por vezes não aparecem manchas", afirmou a diretora de Controle de Doenças e Agravos da secretaria, Roselene Hans.

De acordo com o levantamento, Recife ainda é a cidade com o maior número de casos no estado -3.277 notificados e 1.305 confirmados. A preocupação aumenta com a chegada do verão. "Quando temos um ano com menos casos, no outro a tendência é aumentar e esse período do verão é propício à proliferação do mosquito. Quem tem uma vez pode ter outras três vezes", disse Rosilene.

Dos casos notificados na capital pernambucana, 38% estão concentrados em nove bairros: Areias (8,0%), Zona Oeste, Ibura (7,0%), Boa Viagem (7,0%), Imbiribeira (5,0%), Cohab (4,0%), Zona Sul, Casa Amarela (3,0%), Zona Norte, Iputinga (3,0%), Várzea (3,0%) e Jardim São Paulo (3,0%), Zona Oeste.

O segundo município com mais casos de dengue é Salgueiro, no Sertão, com 1.831 casos notificados. A seca foi uma das principais causas para o aumento dos casos. "Nos depósitos em que carros-pipas enchiam, muitos eram enormes e ficavam abertos, era um foco muito grande, com potencial de proliferação. Tivemos que fazer todo um trabalho junto ao município, para eles verem que aquilo dali estava fazendo a dengue se espalhar", acrescentou Rosilene.

A doença tem sintomas como febre alta por cerca de uma semana, manchas vermelhas no corpo, dores de cabeça, nos olhos, nos músculos e nas articulações e olhos; diarreia, vômito e falta de apetite. Quando a doença tem um estágio mais avançado, o infectado sente dor abdominal, tonturas, podendo até desmaiar. Também são comuns sangramento nas gengivas, nariz e em outros locais do corpo; sinais de choque, fezes escuras e suor frio.

As medidas mais recomendadas para prevenir a doença são evitar deixar recipientes com água acumulada; tirar o excesso de água de lajes, deixar o lixo em sacos bem fechados, e guardar pneus secos e cobertos.
Continue lendo