sábado, 3 de agosto de 2013

Santa Cruz não resiste à pressão do Sampaio Corrêa e perde por 3x0

Com dois gols de pênalti no primeiro tempo e mais um no apagar das luzes o Santa Cruz sucumbiu ao Sampaio Corrêa, na tarde deste sábado (3), no Castelão, em São Luís, em jogo válido pela oitava rodada do grupo A da Série C. O resultado manteve os tricampeões estaduais fora do G4, em quinto lugar, mas com os mesmos 13 pontos do Fortaleza, o quarto colocado. O próximo compromisso dos pernambucanos será na quarta-feira (7), diante do Brasiliense, no Serejão.

O Sampaio Corrêa impôs um ritmo altamente acelerado no início do jogo. Entenda-se por uma forte marcação que não deixava os corais passarem da linha divisória do gramado. No primeiro e no terceiro minutos, a defesa coral conseguiu afastar o perigo. Mas quando a troca de passes foi um pouco mais rápida, ninguém conseguiu acompanhar.

Aos cinco minutos, Cleitinho recebeu no meio da defesa e avançou para o gol. Tiago Cardoso saiu para tentar interceptar mas só encontro o corpo do rival. Pênalti sem contestação. No choque, o goleiro coral, que completa cem jogos pelo clube, machucou-se. Depois de quase três minutos, Tiago Cavalcanti foi para a cobrança. Bateu bem no canto para abrir o marcador.

A estratégia do time maranhense estava bem definida: marcar um gol o mais rápido possível para jogar nos contra-ataques. E ela foi seguida à risca e sempre levando perigo ao gol tricolor. Tanto que aos 28 Tiago Cardoso evitou o segundo. Com dificuldade na transição meio-ataque, o Santa sofria e Dênis Marques ó conseguiu finalizar aos 31, mas chutou fraco e fácil para defesa de Rodrigo Ramos.

Com a iniciativa de só atacar na boa, o Sampaio chegou ao segundo gol novamente numa penalidade. Aos 40 minutos, Pimentinha entrou driblando na área e foi derrubado por Leandro Souza. Tiago Cavalcanti foi novamente para a cobrança. Trocou o lado e enganou Tiago Cardoso: 2x0. O time pernambucano acusou o golpe e mostrou-se completamente descoordenado e apenas esperou o primeiro tempo terminar.

A pressão intensa dos primeiros minutos da etapa inicial repetiu-se no começo do segundo tempo. Tanto que logo no primeiro minuto, o time da casa por pouco não ampliou em dois lances seguido. No primeiro, a defesa afastou cruzamento de Pimentinha. No segundo, Tiago Cavalcanti, no rebote, mandou para fora.

O Santa até chegou perto aos dez minutos com Júnior Xuxa. O meia fez jogada individual e ao chegar frente a frente com o goleiro projetou-se. O árbitro, acertadamente, não assinalou o pênalti. A primeira finalização efetiva dos corais aconteceu apenas aos 17 minutos, após entrada de Flávio Caça Rato no lugar de Júnior Xuxa. CR7 tentou de bico e Rodrigo Ramos defendeu.

A postura mais ofensiva deixou o jogo mais equilibrado, mas sem que o Santa tivesse condições de impor seu ritmo ao Sampaio Corrêa. Os maranhenses, ao contrário, encontravam no atacante Pimentinha uma boa válvula de escape. Por mais que o camisa 11 fosse acionado, os tricolores não conseguiam impedir suas progressões.

Aos 38, por exemplo, ele encarou dois marcadores e conseguiu finalizar. Mas mandou para fora. Já o Santa, neste mesmo momento, se fragilizava com a saída de Natan para ser atendido à beira do gramado. O camisa 7 conseguiu voltar, mas mesmo com ele, o tricolor ficava cada vez mais longe do gol. Dênis Marques, depois de longo hiato, conseguiu finalizar aos 40 minutos. Mas mandou muito longe. Pimentinha mostrou que era o homem do jogo e, aos 46, avançou e cruzou para o meio. A defesa coral parou e Eloir completou para as redes.

Ficha do Jogo

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Toti, Mimica, Paulo Sérgio e Deca; Robson Simplício (Jonas), Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Tiago Cavalcanti e Pimentinha. Técnico: Flávio Araújo

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Éverton Sena (Luciano Sorriso), Leandro Souza, Renan Fonseca e Renatinho; Ramirez, Dedé, Júnior Xuxa (Flávio Caça Rato), Raul (Leozinho) e Natan; Dênis Marques. Técnico: Sandro Barbosa

Local: Castelão (MA). Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Francisco Nurismar Machado e Karol V. M. Soares Martins (Ambos do PI). Gols: Tiago Cavalcanti, aos nove; e 40 do primeiro. Eloir, aos 46 do segundo. Cartões amarelos: Deca e Leandro Souza.

Com Informações do NE10

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira