domingo, 12 de janeiro de 2014

CASOS DE SARAMPO DEIXAM PERNAMBUCO EM ALERTA

Os casos de sarampo confirmados em Pernambuco durante o ano de 2013 aumentaram 13800% em comparação com 2012. Apesar do certificado internacional que classifica o Brasil como um País livre da doença, no último ano foram 689 suspeitas de sarampo no estado, com 138 confirmações, enquanto em 2012 apenas um caso foi confirmado.

No ano passado, mais da metade dos casos se deu na Região Metropolitana do Recife (RMR) e na Zona da Mata, com poucos casos no Agreste e no Sertão do estado. A secretaria estadual de Saúde disse apenas que ações de vacinação devem ser intensificadas pela população ante a realização da Copa do Mundo, em junho, pois, de acordo com a pasta, a maior causa do surto é a transmissão por meio de turistas provenientes de países onde a doença ainda não foi controlada. 

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que "desde 2000 não existe circulação autóctone [que é originária do país] do sarampo no Brasil". "Como o sarampo não foi eliminado na Europa, Ásia e África, todos os países das Américas, incluindo o Brasil, detectam continuamente casos de viajantes que contraíram a doença nestes continentes e podem transmitir a outras pessoas", diz um trecho da nota.

Segundo o texto, para cada caso de sarampo "importado" de outros locais onde a doença não foi erradicada são adotadas medidas de vigilância epidemiológica, incluindo a vacinação de todas as pessoas próximas da vítima.

O ministério ainda acrescentou que, entre julho e novembro de 2013, cerca de 900 mil doses da vacina tríplice viral, a melhor forma de combate à doença, foram distribuídas em Pernambuco. Além disso, duas campanhas foram realizadas no último ano para tentar diminuir o número de casos, sendo a última delas com foco em crianças menores de cinco anos de idade, em 16 municípios do estado.

Com Informações do Brasil 247

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira