domingo, 18 de maio de 2014

Armando irá se licenciar do Senado para dedicação completa à campanha


O senador e pré-candidato ao governo do Estado pelo PTB, Armando Monteiro Neto, afirmou que deve se licenciar do Senado em breve para se dedicar inteiramente à campanha. Durante a passagem por Caruaru neste sábado (17), onde participou da sexta plenária do Projeto Pernambuco 14, com a presença de 1,5 mil pessoas, o pré-candidato informou aos cidadãos de Caruaru que o suplente Douglas Cintra assume a cadeira.

Na passagem pela cidade do Agreste, o senador aproveitou para dar uma alfinetada nos adversários da Frente Popular. Ao afirmar que a posse de Douglas Cintra como o “senador de Caruaru” é um reconhecimento da importância do município para o Estado, ele citou que a cidade foi excluída pelo ex-governador Eduardo Campos quando o atual governador João Lyra foi preterido no processo de sucessão. “Caruaru é uma cidade politizada e não há um processo sucessório em Pernambuco que não passe por Caruaru”.

“O meu suplente no Senado é de Caruaru e vai assumir o Senado porque eu estarei me licenciando dentro de pouco tempo. Então, a nossa candidatura já oferece de partida a perspectiva de que um filho desta terra assuma o Senado da República. Isso é um fato histórico”, explicou Armando, durante entrevista à Rádio Jornal.

Armando ressaltou que desde o primeiro momento registrou sua estranheza “com o fato de João Lyra ter sido preterido no processo sucessório”. “Era natural, era legítimo, na hora de encaminhar o processo sucessório, que o ex-governador Eduardo Campos pudesse ter olhado para aqueles companheiros que tinham currículo político próprio, experiência. E indiscutivelmente João Lyra tem currículo. Era para ele estar colocado agora como candidato, pelo currículo dele. Mas estranhamente ele acabou sendo preterido e a escolha recaiu sobre outro nome. De modo que ficou nesse processo sucessório essa percepção de que um quadro importante da política de Caruaru foi preterido”, acrescentou Armando.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira