sábado, 12 de julho de 2014

Brasil tenta juntar os cacos na disputa do terceiro lugar com a Holanda


Os números 7 e 1 ainda estão bastante frescos na memória do torcedor brasileiro e, principalmente nos jogadores da seleção. E será com esse fardo às costas que os anfitriões entrarão em campo no Estádio Nacional de Brasília para enfrentar a Holanda, a partir das 17h, no jogo que vale o insosso terceiro lugar. Para esse jogo, o técnico Luiz Felipe Scolari deve dar oportunidade a alguns jogadores e, inclusive, mudar o sistema tático da equipe.

O primeiro que deve perder o posto é um dos jogadores mais criticados da seleção. O atacante Fred marcou apenas um gol, não teve nenhuma outra oportunidade de marcar e, apesar do bombardeio, foi titular do primeiro jogo até a fatídica semifinal. Agora, deve dar lugar a Jô.

Outro atacante, esse bem menos criticado, Hulk, também deve sair para a montagem do 4-5-1, sistema, aliás, que teria sido sugerido pela dupla de observadores da CBF, Alexandre Gallo e Roque Júnior, para ser adotada contra os alemães. Quem aparece no lugar do camisa 7 é William, além de um trio de volantes formado por Luiz Gustavo, Paulinho e Ramires. O zagueiro e capitão Thiago Silva retorna após cumprir suspensão automática.

No lado holandês, o técnico Van Gaal evitou novas críticas ao modelo de escolha para o terceiro lugar. Após perder a vaga na decisão para a Argentina ele não via sentido na disputa, já que não há premiação. Agora, já fala em fazer história vencendo os donos da casa e sair da competição sem derrota, já que a queda na semifinal com a Argentina veio na disputa por pênaltis após o 0x0 no tempo normal e na prorrogação.

"Tudo é decepcionante, mas ainda há coisas a fazer aqui. Podemos voltar para casa sem ter perdido uma partida nesta Copa, e quero sair da Copa sem perder nenhum jogo. Espero ganhar do Brasil e ficar em terceiro lugar porque, desta forma, estaríamos escrevendo a história do futebol holandês, disse o técnico, que não deu nenhuma pista sobre os 11 titulares.

Ficha do jogo:

Brasil: Júlio César; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Ramires; Oscar e Willian; Jô. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Holanda: Cillessen; Vlaar, De Vrij e Martins Indi; Janmaat, De Guzmán, Wijnaldum, Sneijder e Blind; Robben e Van Persie
Técnico: Louis Van Gaal.

Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF). Horário: 17h. Árbitro: Djamel Haimoudi (Argélia). Assistentes: Redouane Achik (Marrocos) e Abdelhak Etchiali (Argélia).

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira