domingo, 13 de julho de 2014

Em Passira, Homem é preso em abatedouro clandestino, com carne de jumento

Na manhã desta sexta-feira (11), por volta das 10h, os policiais civis de plantão da 118° DP de Passira, receberam a denúncia que no Sítio Sabão, zona rural do município de Passira, estaria funcionando um abatedor clandestino de asininos “jumentos”.

Após a denúncia, os agentes da DP acionaram o GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante) da 6° CIPM/Limoeiro, que se deslocaram até o endereço relatado pelos populares, e puderam constatar que os fatos eram verídicos, pois no local existia um abatedouro clandestino, onde foi encontrada uma quantia de aproximadamente 600 Kg de carne de jumento, além de muito sangue pelo chão do local que era usado para a prática ilícita, além de armas brancas que eram usadas para abater os animais.

Os policiais constataram por meio de testemunhas, que os acusados usavam técnicas de tortura para abater os animais, e que durante a matança, alguns cometiam o crime portando arma de fogo, na intenção de intimidar os moradores da comunidade. E que no ambiente não existia indícios de higiene, pois por toda parte tinha sangue dos animais, inclusive, em um buraco que foi feito exclusivamente para armazenar o sangue que escorria pelo chão, além de muitas aves “urubus” comendo as vísceras dos animais.

Dos quatro acusados, três se evadiram do local após perceber a aproximação da polícia. Apenas Sérgio Rodrigues Lino, foi capturado e conduzido até a delegacia de polícia de Passira, onde o boletim de ocorrência foi registrado e o caso será investigado. Com o acusado foram encontradas (04) quatro armas brancas, além da quantia de R$ 216,30 em espécie, e um veículo WV Kombi, que seria usado para transportar as carnes, que seriam vendidas no Mercado Público de Cavaleiro em Jaboatão dos Guararapes, na RMR, pelo preço de R$ 2,00/Kg.

O acusado afirmou já ter sido preso outras três vezes pelo mesmo crime, no município de Limoeiro. Sérgio foi autuado pelos crimes: Contra a saúde pública e Ambiental, podendo pegar até 8 anos de prisão em regime fechado. Em seguida, foi encaminhado a Penitência Dr. Ênio Pessoa Guerra em Limoeiro, onde ficará a disposição da justiça.

Com Informações Rogério Silva

Abaixo, fotos da apreensão:

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira