quinta-feira, 3 de julho de 2014

Mulher baleada pelo ex-marido permanece internada. Mãe será sepultada hoje

Ilustração
Permanece internada sem previsão de alta a vendedora Valderlúcia Gomes da Silva, de 35 anos. Com quadro considerado estável, ela recupera-se de uma cirurgia e de um procedimento torácico na ala vermelha do Hospital Otávio de Freitas (HOF), no Recife. Valderlúcia levou dois tiros nas costas na manhã desta quarta-feira, em Carpina, Mata Norte. O principal suspeito é o ex-marido dela, Sulivan Francisco da Silva. O homem, também teria assassinado a ex-sogra, Carmelita Pereira Gomes da Silva, de 59 anos. Também baleada, ela morreu na hora. O corpo será sepultado esta manhã, no Cemitério da Vila da Cohab, em Carpina.

Após os crimes, Silivan voltou para casa, onde teria cometido suicídio. O caso está sendo investigado pelo delegado Bruno Bezerra. Segundo ele, o casal mantinha relacionamento há 15 anos, mas há 2 meses eles teriam se separado. “Ele não aceitava o fim da relação e começou a persegui-la. Inicialmente surgiu a informação que ele também teria tentado matar os filhos, um casal de gêmeos, mas isso não foi confirmado. Antes de se matar, Sulivan teria pedido para a menina sair de casa. Já o menino estava na casa da mãe de Sulivan”, acrescentou o delegado.

Crimes envolvendo violência doméstica não são novidade. Em fevereiro deste ano, a professora Sandra Lúcia Fernandes, 48 anos, foi morta a facadas pelo companheiro inconformado com o fim do relacionamento. O filho dela, Icauã Rodrigues, de 10 anos, também foi assassinado quando tentava defender a mãe. Segundo a SDS, quase metade das mulheres assassinadas em Pernambuco no ano passado foram vítima de crimes domésticos. Das 251 mortes, 108 casos (43%), tiveram como motivação os conflitos afetivos ou familiares.

Com Informações Diário de Pernambuco

Saiba Mais:
Há pouco: Homem mata sogra, atira pelas costas em mulher e depois se mata 

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira