sexta-feira, 4 de julho de 2014

O Desenfreado Aluguel de Horários nas emissoras de Televisão para Igrejas

“quanto mais alugam horários para as igrejas, mais a TV aberta perde qualidade e conteúdo.”

Se há programas ganhando espaço na televisão são os religiosos. Basta zapear a TV durante a madrugada e encontraremos pastores fazendo todo tipo de cura, promessa, orações e etc.

A legislação de telecomunicações não proíbe o aluguel de horário na TV. As emissoras podem arrendar 25% de sua programação à espaços publicitários, mas a programação religiosa é classificada como “produção independente”, e isso se torna um salvo-conduto para as emissoras alugarem espaços na grade à vontade.

Há canais que chegam a alugar 22 horas de sua programação. Um absurdo tremendo, já que TV é concessão pública, liberada pelo Estado em nome da sociedade para prestação de serviços de informação, educação, entretenimento, entre outros.

Dificilmente o aluguel de horário vai acabar. Os evangélicos vêm ganhando espaço na política e o governo não vai querer perder o apoio dessa classe eleitoral. É necessário, todavia, uma legislação que regule essa prática, porque quanto mais alugam horários para as igrejas, mais a TV aberta perde qualidade e conteúdo.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira