domingo, 31 de agosto de 2014

Eduardo Campos bate em Lula no quesito influência em PE


Se a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) tem relação com as pesquisas eleitorais ainda é difícil dizer, porém o ex-presidenciável bate de longe, no estado, o maior cabo eleitoral do País no quesito influência. Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), 72,3% dos entrevistados que disseram perceber mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos apontaram Campos como o principal responsável, seguido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 12,5%, e da presidente Dilma Rousseff (PT), com 4,5%. Ao todo, 2.480 pessoas foram ouvidas.

Os pesquisadores perguntaram aos entrevistados se eles haviam percebido mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos. Ao todo, 64% dos entrevistados disseram que sim e 30% disseram que não. Não soube ou não respondeu somaram 7%.

Diante da insatisfação de eleitores que não aprovavam a gestão de Campos, sob o argumento de que o estado foi beneficiado por investimentos federais, o levantamento mostrou outro dado curioso. Questionados sobre quem pode fazer Pernambuco mudar para melhor, a maioria dos entrevistados apontou o candidato ao Executivo estadual Paulo Câmara (PSB), com 30,7%.

Na segunda posição aparece o senador Armando Monteiro (PTB), com 28,1% dos votos. A chapa do parlamentar tem o PT, com o deputado federal João Paulo, ex-prefeito do Recife, disputando uma vaga no Senado. Em terceiro lugar aparece a presidente Dilma, com 9,1%, seguida pela atual presidenciável do PSB, Marina Silva, com 3,6%.

A pesquisa deixa o PT em alerta. A legenda vem tentando atribuir o crescimento econômico de Pernambuco a obras do governo federal, como a Refinaria Abreu e Lima, a Transposição do Rio São Francisco, a fábrica da Fiat e a Adutora do Pajeú. Com este levantamento, a mudança ou a continuidade da mesma estratégia para minar o crescimento dos adversários de Dilma no estado é uma incógnita.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira