domingo, 5 de abril de 2015

Pernambucano 2015: Náutico e Salgueiro se encaram numa nova decisão


Quis o destino que Salgueiro e Náutico mais uma vez entrassem em campo numa partida onde apenas um seguirá na competição. Na primeira ocasião que isso aconteceu, melhor para o time sertanejo, que reverteu a vantagem de empate dos alvirrubros e, com um incontestável 3×1, despachou o rival ainda na primeira fase da Copa do Nordeste.

A competição agora é outra, o Campeonato Pernambucano, mas o cenário, o estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, e as circunstâncias, são idênticas: para o Náutico, com dez pontos no Estadual, basta um empate para chegar às semifinais. Aos donos da casa, com oito, só a vitória interessa. Quem passar fica em quarto lugar e já tem adversário definido, o Sport, primeiro, classificado por antecipação.

O confronto às 16h desse domingo (5) será o quarto entre as duas equipes em 2015 – nenhum time em Pernambuco ainda enfrentou o outro tantas vezes – com vantagem para o Salgueiro: uma vitória e dois empates.

O que pode pesar a favor do Náutico é a presença do meia Pedro Carmona, que reapareceu no Timbu no meio da semana, fazendo o gol da vitória alvirrubra na estreia da Copa do Brasil, contra o Brasília, no Distrito Federal. Um ano e duas cirurgias no joelho depois, o jogador que chegou a cair nas graças da torcida antes do infortúnio, mostrou que não se esqueceu de como colocar a bola nas redes.

O Salgueiro também chega estimulado pela estreia na Copa do Brasil, muito mais vistosa que a de Náutico e também do Sport. Ao bater o Piauí, fora de casa, por 5×1, os sertanejos eliminaram a partida de volta e criaram um frisson na cidade com a expectativa de receberem o Flamengo na próxima fase da competição.

Após enfrentar o Brasília sem um único zagueiro de ofício, o técnico Lisca vai poder contar com Diego e Welton Felipe, o primeiro estava suspenso e o segundo, contundido. Em compensação, o titular e o reserva na lateral direita, Guilherme e David, estão suspensos, o que abre espaço para a estreia de Bernardo. Ou não, sendo o treinador quem é, optando por uma improvisação.

Apesar de não contar com o artilheiro do time na temporada, o atacante Josimar, Lisca tem à disposição duas peças que chegaram para serem titulares, os atacantes Patrick Vieira e Stéfano Yuri. O treinador, porém, pode repetir o esquema da estreia na Copa do Brasil, quando deslocou o meia Carmona para frente como único homem no ataque.

Ao lado de Diego e Welton Felipe, Lisca pode manter o volante Niel como terceiro zagueiro. Na derrota para o próprio Salgueiro, que custou a classificação na Copa do Nordeste, Lisca foi muito criticado por ter aberto mão do esquema com três zagueiros, após Flávio sair contundido logo aos quatro minutos de jogo.

Para o jogo, foi escalado Nielson Nogueira, árbitro de confiança da Federação Pernambucana de Futebol. Os alvirrubros veem com atenção à escalação do árbitro, já que se consideram prejudicados na desclassificação na Copa do Brasil, apontando um dos gols do Salgueiro como irregular – justamente o que tirou os alvirrubros do torneio, pelo saldo de gols.

Naquela ocasião, quem apitou, expulsando o próprio Diego e o técnico Lisca, foi Marcelo de Lima Henrique, mas quem errou no lance contestado pelos alvirrubros foi a assistente-musa do Estadual, Fernanda Colombo, que não assinalou falta de Raniere em Welton Felipe.

FICHA DO JOGO

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Raniere, Rogério e Lúcio; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Pio e Valdeir; Kanu e Júlio. Técnico: Sérgio China.

Náutico: Júlio César; Diego, Welton Felipe e Niel; Bernardo (Anderson Preto), João Ananias, Fillipe Soutto, Helder Ribeiro (Patrick Vieira), Bruno Alves e Gastón Filgueira; Pedro Carmona. Técnico: Lisca.

Local: Cornélio de Barros (Salgueiro). Horário: 16h. Árbitro: Nielson Nogueira Dias. Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Elan Vieira de Souza.
 
Com Informações do Blog do Torcedor

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira