sexta-feira, 1 de maio de 2015

Dilma não se pronuncia na TV e colegas criticam a presidente


A presidente Dilma Rousseff quebrou mais uma tradição entre os presidenciáveis. Com alto índice de rejeição, a chefe de estado decidiu não se pronunciar na televisão neste dia do Trabalho, fazendo apenas um comunicado de pouco mais de um minuto em seu perfil oficial do Facebook.

Com a decisão, Dilma se esquiva de manifestações populares contra seu governo. Para quem não lembra, nos últimos pronunciamentos da presidente na TV vários ‘panelaços’ foram realizados em todo o país.

Para a oposição, esse será conhecido como o “dia da vergonha”.

“Este 1º de Maio ficará marcado como o Dia da Vergonha”, afirma Aécio Neves (PSDB), que também afirma que Dilma não “tem coragem de dizer aos trabalhadores por que eles pagarão o preço mais caro do ajuste econômico”.

Até mesmo para a base aliada do governo, a decisão de Dilma não foi convincente.

“Essa coisa da presidente da República não poder falar no dia 1º porque não tem o que dizer é uma coisa ridícula. Isso enfraquece o governo”, disse Renan Calheiros (PMDB).

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira