quarta-feira, 1 de julho de 2015

Dilma é incapaz de manter a governabilidade, diz Bruno Araújo


O deputado Bruno Araújo (PSDB), afirmou nesta terça-feira (30) que a presidente Dilma Rousseff (PT) perdeu o a capacidade de governar o País e que sua presença à frente do Executivo representa um dano para a população brasileira por ter perdido “a capacidade de discernimento e não conseguir mais dizer coisa com coisa”.

“A presidente, nitidamente, dá sinais da incapacidade de manter a governabilidade do Brasil com discursos pouco compreensíveis que vão desde a mandioca a algo estarrecedor quando procurou, nos Estados Unidos, desqualificar o instituto da delação premiada, resultado de uma lei sancionada pela própria presidente”, disparou o tucano.

Para ele, Dilma repete o mesmo procedimento de organizações criminosas que se especializam em procurar desqualificar aqueles que trazem informações que levam a fatos criminosos imputados ao seu governo.

Araújo lembrou que a delação premiada baseia-se em critérios rígidos definidos pela Lei 12.850, de 2013. “A colaboração premiada, ou delação, é uma forma democrática de se desvendar esquemas fraudulentos, como o do Petrolão”, especificou.

Misturar

O deputado advertiu ainda que “é importante que a presidente não confunda os dedos-duros que entregavam pessoas que lutavam pela liberdade durante a ditadura com o delator que é protegido por lei e entrega criminosos na democracia”.

“A decepção que os brasileiros sofrem hoje é clara, coagidos pela conta de energia, pela conta de combustível, mas, sobretudo, pela desmoralização do o governo Dilma”, definiu o líder.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira