quinta-feira, 31 de março de 2016

Recadastramento biométrico prorrogado até 04 de maio


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prorrogou até 4 de maio o prazo para o recadastramento biométrico de eleitores que vão votar este ano, informou há pouco o coordenador da Comissão de Biometria do Tribunal Regional, Eduardo Lucas. Com isso, quem não se cadastrar nesta quinta (31/03), que era o último dia, não terá mais o título cancelado. Nas cidades que ainda não alcançaram 80% de recadastramento dos eleitores, os mutirões de fim de semana vão permanecer, caso de Olinda e Paulista, no Grande Recife.

Na quarta (30/03), por exemplo, o sistema do TSE ficou fora do ar por duas horas pela manhã e por mais uma hora à tarde, gerando reclamação dos eleitores e das equipes técnicas nos postos de cadastramento, principalmente em Olinda e Paulista. Na primeira, segundo números atualizados do tribunal, os faltosos chegam a 33,16%. Em Paulista, 29% dos eleitores ainda não fizeram a biometria. Paulista e Petrolina, no Sertão, correm risco de não ter segundo turno nas eleições de outubro se não atingirem a marca de 200 mil cadastrados no novo sistema de identificação.

A data máxima de 4 de maio também vale para quem pretende emitir o título pela primeira vez. O atendimento, nas 22 cidades com implantação de biometria, será feito entre 1º de abril e 4 de maio nos mesmos postos onde o trabalho já vinha sendo feito, a execeção de Jatobá, Jupi e Jucati, no interior, cujos moradores devem se deslocar à cidade sede do cartório eleitoral. Funcionará com agendamento prévio e acesso livre nos feriados e fim de semana.

“Para realizar o recadastramento, o eleitor precisa levar um documento que comprove a residência no município em que será feita a coleta biométrica. Quem não realizar o recadastramento a tempo poderá ter restrições no CPF, perder benefícios de programas sociais como o Bolsa Família, deixar de fazer matrículas em instituições de ensino, obter passaporte e assumir cargos públicos”, informa o TRE.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira