domingo, 20 de março de 2016

Em Passira, Servidores da Saúde pressionam vereadores por piso salarial

Após promoverem um dia de paralisação os Servidores da Saúde da cidade Passira, Agreste de Pernambuco, participaram da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores, na última quinta-feira (17). 

Noticiamos ao decorrer da semana que a classe trabalhadora encontra-se com o piso muito abaixo do salário mínimo vigente. Questionam, ainda, que mesmo o Governo Federal reajustando o salário mínimo a Edilidade Municipal, durante os 3 anos e 3 meses da Gestão do Prefeito Severino Silvestre-PSD, nenhum centavo a mais foi inserido ao salário base da classe.

A pressão na Câmara cresce principalmente por ser um ano eleitoral e que promessas feitas não foram cumpridas. Atualmente o Prefeito Silvestre tem 8 dos 11 vereadores participando da base aliada.

Para equiparar os vencimentos ao mínimo estabelecido em Nível Nacional a Prefeitura Municipal de Passira aplica valores extras, já que por lei nenhum servidor público pode receber menos que mínimo. 

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira