quarta-feira, 15 de junho de 2016

Boato de bomba em avião no Recife causa pânico, nesta quarta


Um voo da Tam de número 3067 que saia do Recife na tarde desta quarta-feira (15), do Aeroporto dos Guararapes, com destino a Brasília, precisou ser evacuado por agentes da Polícia Federal depois de um passageiro, identificado como um policial militar, natural de Tuparetama/PE, de 29 anos, lotado no 18º Batalhão de Manaus/AM, anunciar que estava de posse de uma bomba, após iniciar uma discussão dentro da aeronave com uma idosa por causa de um assento.

A situação, que passou de uma ''brincadeira'', acarretou no atraso do voo e prejuízo para demais passageiros. "O policial foi detido e autuado atráves de um TCO (Termo Circusntanciado de Ocorrência) pela Polícia Federal pela prática contida artigo 41 da Lei das Contravenções Penais por provocar alarme anunciando perigo existente capaz de produzir pânico ou tumulto a bordo de aeronave cujas penas variam de 15 a seis meses de detenção", disse a PF, em nota.

Confira a nota da Polícia Federal:

A Polícia Federal em Pernambuco através da Delegacia de Imigração situada no Aeroporto Internacional dos Guararapes informa que hoje por volta das 15h foi acionada para comparecer a bordo de uma aeronave da empresa TAM prevista para sair às 14:50h com destino final para Brasília/DF onde um suposto passageiro estaria afirmando estar de posse de um artefato explosivo em sua bagagem!
Ao tomar conhecimento dos fatos policiais federais foram até o interior da aeronave e lá ficou constatada que na verdade o que provocou o tumulto foi quando um soldado da Polícia Militar de Manaus, natural de Tuparetama/PE de 29 anos, lotado no 18º Batalhão de Manaus/AM, ao perceber que uma senhora de idade estaria sentada num determinado assento e insatisfeito deu-se inicio a uma disputa pela poltrona que culminou com o militar dizendo que estaria com uma bomba em sua mochila o que veio a criar pânico entre todos!
Logo depois o militar confirmou que tudo não passou de uma brincadeira! Mesmo assim a Polícia Federal tomou todas as medidas de segurança previstas em lei vistoriando a bagagem do policial, fazendo uma revista pessoa em seu corpo e nas suas vestes, retirando todas as bagagens dos passageiros no porão da aeronave, com o objetivo de ver se restaria entre as malas algum objeto suspeito e nada foi detectado! O Policial antes de embarcar como todo o passageiro foi submetido ao aparelho de raios “x” de sorte que após tudo averiguado e confirmado a segurança do avião o voo foi liberado e seguiu viagem para Brasília às 17h!
O policial foi detido e autuado através de um TCO-Termo Circunstanciado de Ocorrência pela prática contida artigo 41 da Lei das Contravenções Penais por provocar alarme anunciando perigo existente capaz de produzir pânico ou tumulto a bordo de aeronave cujas penas variam de 15 a seis meses de detenção! Após os procedimentos o policial será liberado e responderá ao procedimento em liberdade onde também será informada a Corregedoria de sua instituição militar para as medidas disciplinares cabíveis!

As Informações são do JCOline

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira