terça-feira, 20 de setembro de 2016

Celpe lamenta morte de jovem em subestação em Limoeiro



A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) lamentou o falecimento de Matheus Victor da Rocha, 16 anos, encontrado morto, na manhã deste domingo (18), em uma subestação da companhia na cidade de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco. Em uma nota divulgada nesta segunda-feira (19), empresa informou ainda que "identificou uma violação da cerca de proteção instalada sobre o muro da subestação, caracterizando invasão à área".

Ainda segundo a nota, a Celpe afirmou que a Subestação Limoeiro está sinalizada devidamente com placas de alerta, além de ter recebido grafitagens com advertências e orientações de segurança para alertar sobre os riscos no local. A empresa informou que está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações.
O caso

Matheus Victor da Rocha teve o desaparecimento notado pela mãe na manhã de domingo (18). Ao acordar, ela viu que a porta da cozinha estava aberta e que o filho não estava em casa. A família chegou a ir à academia que ele frequentava e ao Colégio Terceiro Milênio, onde Matheus cursava o 3º ano do Ensino Médio, mas nenhum colega sabia do paradeiro dele.

Após buscas pelo paradeiro do menino serem realizadas, o corpo dele foi encontrado na Subestação Limoeiro. A suspeita inicial é a de que Matheus tenha tentado subir em uma das torres do local, quando tocou em um fio de alta tensão e recebeu uma descarga elétrica. A polícia está investigando o que teria motivado o jovem e como ele conseguiu entrar em um local restrito. 

Confira abaixo a nota divulgada pela Celpe:

"A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) lamenta o falecimento de Matheus Victor da Rocha. A Celpe informa que identificou violação da cerca de proteção instalada sobre o muro da Subestação Limoeiro, caracterizando invasão à área. A Celpe reforça que o acesso às subestações é restrito a profissionais autorizados a serviços da empresa. A Subestação Limoeiro é devidamente sinalizada com placas de alerta de perigo e possui sistema de segurança, com altura do muro superior a três metros e cerca espiral. A unidade também recebeu grafitagens com advertências e orientações de segurança com energia. A Celpe está à disposição das autoridades para colaborar com a apuração."

Com Informações do JCOline

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira