domingo, 9 de outubro de 2016

Após derrota na reeleição, Silvestre realiza demissão em massa

Se a eleição Municipal fosse neste domingo (09) muitos passirenses teriam motivos de sobra para não reeleger, como de fato não reelegeu, o atual Prefeito Severino Silvestre-PSD.

Um dia após a derrota para Renya Cara e Boy de Zezé, Silvestre sem dor e receio do peso da caneta na mão protagonizou uma série de medidas impopulares: corte do transporte público que beneficia Estudantes da Rede Municipal de Ensino, dos universitários e da saúde; corte do abastecimento d'água, paralisação de serviços essenciais; como a coleta de lixo. Porém o que muitos não contavam, pelo menos não precocemente, era a demissão em massa. Segundo populares, somente na segunda, um dia após a derrota, pelo menos 300 servidores contratados e comissionados foram postos para fora, durante a semana outros tiveram suas cadeiras avaliadas uns continuaram enquanto outros foram vítimas da demissão e se quer receberam os vencimentos de Agosto e Setembro.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira