sábado, 26 de novembro de 2016

Presidente da CUT promete novas manifestações em PE


Depois de um dia marcado por manifestações em todo Brasil, várias categorias e movimentos sociais aliados à Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE) organizam uma sessão plenária para avaliar as paralisações realizadas, nesta sexta-feira (25), em todo Estado. Segundo as centrais sindicais, outra assembleia está marcada para ocorrer na próxima sexta-feira (2) com a intenção de planejar os próximos atos. Com a mobilização, as categorias engrossaram o movimento dos alunos que ocupam as 16 escolas estaduais somente no Grande Recife. 

Na pauta, os sindicalistas protestam contra a PEC 55, que tramita atualmente no Senado - a antiga PEC 241, aprovada na Câmara no dia 25 de outubro - visando congelar os gastos públicos nos próximos 20 anos. Além da medida, as classes trabalhistas lutam contra as reformas da Previdência e trabalhista, bem como são contrárias à MP 746 (reforma do ensino médio) e à terceirização. 

Carlos Veras, presidente da CUT-PE, avaliou a mobilização desta sexta-feira como um dia marcado para lutar pelos direitos trabalhistas e sociais. "Além do Dia Internacional de Combate à violência contra as Mulheres, a paralisação se opõe aos desmontes do governo Temer, que vai atingir principalmente as mulheres, negros e jovens", defendeu. 

Ele ainda garante que outras manifestações serão articuladas. "Nós vamos construir uma greve geral neste País. Porque ou o Temer vai cuidar dos direitos dos trabalhadores ou cuidará daquele monte de corruptos que tem no seu governo: o Brasil vai parar de canto a canto", assegurou.

O Brasil vai parar de canto a canto. 

Repetindo os atos do último dia 11, os trabalhadores realizaram neste dia 25 a segunda greve geral ocorrida em menos de um mês. Na mobilização, metroviários, bancários, setores da construção civil, profissionais da Polícia Civil, trabalhadores da educação (professores, analistas e auxiliares administrativos), além das três esferas do setor público e parte da iniciativa privada suspenderam as atividades e foram às ruas no Grande Recife.

Na manhã desta sexta-feira, diversos pontos da capital pernambucana realizaram vários bloqueios no trânsito. Entre eles estão a BR-101, município de Escada, na Zona da Mata, além da BR-232, em Jaboatão dos Guararapes. No Recife, a Avenida Agamenon Magalhães, área central, Avenida Norte, Zona Norte, e Avenida Caxangá, Zona Oeste. O metrô da capital pernambucana funcionou em esquema especial, operando apenas nos horários de pico.

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira