terça-feira, 18 de abril de 2017

Por 3 votos a 1: STF considera Sport único campeão brasileiro de 1987




Em julgamento nesta terça-feira, em Brasília, o Supremo Tribunal Federal, decidiu recusar o recurso do Flamengo para a divisão do título do Brasileiro de 87 entre o clube carioca e o Sport. Assim, o Leão segue como único campeão nacional daquele ano. O placar da votação da 1ª Turma do STF marcou 3×1 contrário aos flamenguistas. Relator do processo, o ministro Marco Aurélio Mello já havia dado parecer contrário ao Flamengo. Faltavam então os votos dos minutos Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes. Barroso, contudo, pediu vistas em agosto do ano passado e paralisou o julgamento. Na retomada, nesta terça, ele votou a favor dos cariocas. Moraes e Weber votaram junto com o relator, mantendo o Sport como único campeão.

HISTÓRIA

Sport e Flamengo disputam na Justiça o título de 87 desde o fim do polêmico Brasileiro daquele ano. Em crise, a Confederação Brasileira de Futebol só assumiu a organização do campeonato às vésperas do começo, criando os módulos Verde e Amarelo. Os campeões dos módulos (1º e 2º) iriam se cruzar em quadrangular para definir o campeão. Flamengo e Inter, que ganharam o módulo Verde, não quiseram disputar a fase final e perderam por W.O.

Assim, o Sport e Guarani, vencedores do Amarelo, fizeram as finais com o Leão levando a melhor. Sport e Guarani jogaram a Libertadores no ano seguinte. O resultado do gramado, contudo, virou alvo de briga da Justiça já em 1988. O Sport teve decisão favorável em 1994, que foi ameaçada em 2011, quando a CBF decidiu dividir o título. Os pernambucanos recorreram e voltaram a ser os únicos campeões. Atualmente, a decisão válida para o Leão é a da 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça, em 2014.

Com Informações do JCOline

0 comentários:

Postar um comentário

Serão aceitos apenas comentários com indenficação verdadeira